Voc√™ j√° pensou que pode estar sendo o vil√£o do seu pr√≥prio neg√≥cio? Cuidado para n√£o se tornar um peso maior do que sua empresa pode suportar e tudo se afundar de vez! Mas, calma, calma, sem desespero. Relaxe e acompanhe mais esse epis√≥dio da s√©rie ‚ÄúRumo ao Lucro‚ÄĚ. Nos epis√≥dios anteriores comentamos sobre o aumento das vendas, o controle dos gastos e finalmente chegamos ao t√£o esperado Lucro. A quest√£o √©: o que fazer com ele? √Č hora de colocar todo o lucro no bolso? N√£o, meus amigos, o lucro n√£o √© do dono! Ou pelo menos, n√£o √© todo seu. A distribui√ß√£o dos lucros deve prever o pagamento dos investimentos iniciais para abrir o neg√≥cio, saldar as d√≠vidas futuras assumidas ao longo do per√≠odo e reservar parte para novos investimentos. Depois disso, o lucro √© do dono! Se √© t√£o simples, por que a maioria dos empres√°rios possuem tanta dificuldade em aplicar esse conhecimento? S√£o dois erros principais: 1. N√£o definir um valor de sal√°rio para os s√≥cios que trabalham na rotina; 2. Retirar para si valores maiores do que a empresa pode prover - aquela velha hist√≥ria de misturar contas pessoais com as da empresa. J√° ouviu falar, certo? Confira dicas e orienta√ß√Ķes para n√£o cair nesses erros! Levar gest√£o para todos, esse √© o nosso objetivo. Um abra√ßo! Conhe√ßa mais sobre nossa atua√ß√£o em projetos de consultoria e capacita√ß√£o de gestores: - Site: http://www.efeito5.com.br - Facebook: http://www.facebook.com/efeito5 - Linkedin: https://goo.gl/BMVVcK - Instagram: https://instagram.com/efeito5
0 comments
0 comments