Sou Mineiro, de Campo Belo e Sou Cruzeiro desde pequeno. Em 93 eu tinha 11 e assisti sozinho, pela Rede Record de televis√£o, √ļnica emissora a televisionar a copa naquela √©poca. E foi em casa que vi Cleisson fazer de cabe√ßa o gol que nos deu o t√≠tulo da primeira Copa do Brasil. Em 1996 j√° com 14 anos, na semi final, contra o Flamengo eu e meu pai est√°vamos no Mineir√£o, e sair dali cantando vamos comer porco foi incr√≠vel. Desafio este que era quase imposs√≠vel, pois, para isso t√≠nhamos que bater a pot√™ncia que era o Palmeiras/ Parmalat. A final assisti em Cambelo, como dizemos, e ver Veloso soltar a bola nos p√©s de Marcelo Ramos foi a gl√≥ria e o Bi campeonato garantido. Time que seria campe√£o da Libertadores no ano seguinte, em jogo contra o Sport Cristal, que tamb√©m junto de meu pai, comemoramos no Mineir√£o. Em 2000 j√° n√£o residia mais em minha terra, e sim no extremo sul de Minas, Camanducaia foi aonde assistimos aquela final. O extremo sul de Minas n√£o √© como Minas e torcer para o Cruzeiro ali √© coisa para poucos. E foi como se estivesse em territ√≥rio paulista, que eu e meu pai comemoramos. Como crian√ßas nos abra√ßamos e pulamos de alegria ao constatar que um milagre havia acontecido e a falta de Giovanne tinha passado por debaixo da barreira, havia passado por Rogerio Ceni e o gol hist√≥rico foi concretizado. TRI CAMPE√ēES. Em 2003 j√° na faculdade de comunica√ß√£o, foi na Princesa do Sul de Minas, para os rom√Ęnticos, ou na cidade dos ETs para a maioria da popula√ß√£o brasileira que assisti aquelas finais. Sim foi em Varginha MG que aplaudimos de p√© o gol de letra de Alex, o Talento Azul, no primeiro jogo da final. E foi l√° tamb√©m que assistimos ao passeio que foi o segundo jogo, 3 x 1 no placar e o Tetra campeonato muito comemorado em ano √©pico para n√≥s Cruzeirenses. Agora em 2017 espero estar no Maior palco do futebol de Minas, e poder comemorar o penta da Copa do Brasil, do Maior time de Minas Gerais. Para encerrar, al√©m destes locais j√° mencionados, tamb√©m j√° morei em S√£o Paulo, Rio e Goi√°s. Quando cheguei ao Rio de Janeiro os novos amigos perguntavam; -Pra que time tu torce? Eu respondia; - Sou Cruzeiro uai; para eles aquilo n√£o era normal e sempre vinha a frase; - E aqui no Rio? Eu respondia; - Aqui no Rio? Eu sou Cruzeiro uai. Do Rio fui para S√£o Paulo e a mesma pergunta aparecia; - E a√≠ Mineiro, pra que time voc√™ torce? Eu respondia; - Sou Cruzeiro uai; e sempre ao ouvirem a resposta, vinha a pergunta; - E aqui em Sampa? E eu respondia; - Aqui em Sampa? Tamb√©m sou Cruzeiro uai. Resumindo, sozinho ou com muitos ao redor, em Minas ou fora de Minas, com meu pai ou sem ele, hoje em mem√≥ria, eu sou Cruzeiro, com muito orgulho, com muito amor. Estes s√£o momentos que me trazem saudades. Saudades de pessoas, de lugares, e principalmente do meu pai, que me fez ser Cruzeiro e este √© apenas um dos v√°rios motivos que tenho de ser grato a ele. #SOCIOCRUZEIRODIGITAL
0 comments
0 comments