Intercessão Profética - Hudson Medeiros

No curso de Intercessão Profética você vai encontrar conhecimento prático sobre a forma que devemos viver diante do Pai para que nossa intercessão seja alinhada com a vontade Dele. Nós realmente esperamos que você seja muito abençoado e enriquecido com o conhecimento de Deus.

"Nós somos o corpo de Cristo, então, o sacerdócio de Cristo é nosso chamado sacerdotal. Há um chamado para ministrar à Deus oferecendo sacrifícios pessoais. Quando Deus chamou Israel no passado para adora-lo, Ele os libertou do Egito para uma grande festa de adoração no deserto. Este era o Seu plano, um povo de adoração, pois o sacerdócio é marcado com adoração e intercessão. No Egito Ele os livrou através desta plataforma profética que deu à Moisés, Ele não agiu conforme a força do povo, Israel foi liberto através do ministério profético. " - Hudson Medeiros

Este é o curso "Intercessão Profética", ele foi especialmente pensado e preparado para compartilhar com você conteúdos exclusivos preparados pela equipe Brasil de Joelhos.

  • Conteúdo
  • Vantagens
  • Detalhes

Conheça melhor quem criou o conteúdo

Brasil de Joelhos
2 Anos Hotmarter

O Brasil de Joelhos foi criado para facilitar as relações e intercâmbios entre indivíduos, grupos ou organizações que partilham dos interesses que envolvem a vida de oração da Igreja Brasileira. Esta mobilização visa estabelecer relacionamentos que permitam reconhecer, conectar e inspirar torres, salas e casas de oração para fazerem a cobertura de seus bairros e cidades.

Como intercessores, em todos os dias e noites, jamais ficaremos calados e clamaremos como guardas sobre os muros da Nação. Inspirados na palavra de Isaias 62:6 e 7 que diz: “Sobre os teus muros, ó Jerusalém, pus guardas, que todo o dia e toda a noite jamais se calarão; vós, os que fareis lembrado o Senhor, não descanseis, nem deis a ele descanso até que restabeleça Jerusalém e a ponha por objeto de louvor na terra.”

Perguntas Frequentes

O conteúdo deste produto não representa a opinião da Hotmart. Se você vir informações inadequadas, denuncie aqui