Início / Blog / Mentoria: o que é e como começar?
Fechar

Mentoria: o que é e como começar?

Mentoria: o que é e como começar?

A mentoria é o processo pelo qual as pessoas se beneficiam com a troca de experiência com profissionais mais experientes, que tenham conhecimento para transmitir. Qualquer um pode ser um mentor, desde que tenha habilidades técnicas e paciência para compartilhar informações sobre a sua trajetória.

A mentoria é uma oportunidade para pessoas que querem criar um produto digital e explorar as oportunidades da internet, por exemplo. Afinal, ela não precisa ser em encontros ao vivo, com a possibilidade de vender conteúdos por vídeo, em uma boa plataforma.

Neste post, falaremos um pouco mais sobre a mentoria, como encontrar um profissional e até mesmo como montar o seu próprio projeto. Boa leitura!

Post index MenuÍndice
Como é fazer mentoria? Como montar uma mentoria? Como procurar os profissionais ideais? Como dar mentoria para outras pessoas?
Voltar ao Índice
262

Como é fazer mentoria?

Você provavelmente tem alguns profissionais e líderes que admira. Produtores de conteúdo, por exemplo, sonham com uma mentoria em marketing de algum dos principais nomes na indústria. Já programadores podem pensar em interagir com algum grande cérebro dessa área, alguém como Guido van Rossum.

Esses profissionais também já receberam conselhos e dicas de pessoas mais experientes que eles em algum momento das suas trajetórias. Nesse sentido, eles tiveram algum tipo de mentoria na carreira.

Assim, podemos definir a mentoria como uma tutoria, transmitida por profissionais experientes a outros que ainda querem conquistar o seu espaço. O mentor é aquela pessoa com mais conhecimento sobre determinada área ou nicho — já o mentorado é aquele que receberá os conselhos desse profissional.

Do mesmo modo, qualquer um que já tenha conhecimento sobre determinado assunto pode se dedicar à mentoria. É uma maneira de transmitir conhecimentos relevantes e treinar pessoas que também querem se tornar proficientes nessa área de trabalho.

Assim, caso você crie um curso online e várias pessoas o comprem, por exemplo, você será o mentor dessas pessoas. Mas essa não é a única maneira de transmitir o conhecimento, já que é possível fazer isso por meio de diferentes canais, como:

  • treinamentos em vídeo, gravados ou ao vivo;
  • palestras;
  • encontros presenciais.

Como montar uma mentoria?

Agora, mostraremos o que deve conter em sua estratégia para conquistar um público.

Conheça o seu público-alvo e a persona

Em primeiro lugar, antes mesmo de estruturar o material que você utilizar, é preciso definir o seu público-alvo. Afinal, por mais vasto que seja o seu conhecimento e a sua capacidade de ensino, é melhor focar numa audiência específica para aumentar suas chances de sucesso.

Por isso, definir sua mentoria como “algo para pessoas de 18 a 80 anos, de qualquer área” pode parecer inclusivo a princípio, mas também mostra uma falta de foco — e pode ser difícil trabalhar com um grupo muito heterogêneo. Assim, defina o seu público-alvo e a sua persona.

Para isso, é uma boa ideia analisar as pessoas que já fazem parte do seu networking e da área que você quer explorar e estabelecer alguns padrões. Você também pode fazer pesquisas de mercado. O importante é mapear algumas características em comum, como:

  • desejos:
  • interesses;
  • necessidades;
  • hábitos de consumo;
  • padrões de compra;
  • áreas profissionais;
  • faixa etária;
  • entre outros.

Com essas informações, você entenderá em qual grupo de pessoas concentrar seu esforço e como falar com elas. Não deixe de conferir o nosso artigo para criar uma persona, uma versão mais focada e que ajuda a entender o seu cliente ideal. A partir daí, comece a trabalhar em seu material.

Defina o tema da mentoria

Agora que você já estudou o público-alvo, você pode começar a trabalhar no tema da sua mentoria e mergulhar no material que vai ancorar a sua estratégia. Imagine, por exemplo, que as pessoas que você quer atingir são produtores de conteúdo iniciantes.

Nesse caso, a sua mentoria pode ensinar o passo a passo para ingressar nesse mercado: a criação de um blog, de vídeos, o networking, os anúncios pagos, a possibilidade de trabalhar com Afiliados, entre outras possibilidades.

Contudo, lembre-se de que o seu tema deve ser escolhido de acordo com os seus conhecimentos e experiências. Afinal, os mentorados estão buscando um atendimento personalizado de alguém que tenha passado pelas mesmas dificuldades e as superou.

Assim, não adianta apenas conhecer as dores da persona, é preciso ter competências alinhadas ao seu público e compartilhá-las. Só assim será possível oferecer um produto digital completo para seus mentorados.

Faça o planejamento

O próximo passo na estratégia é realizar o planejamento da mentoria, isto é, a estruturação do produto que você queira oferecer. Nesse momento, pense nas seguintes questões:

  • A mentoria será individual ou em grupo?
  • Ao vivo ou gravada?
  • Quais serão os seus materiais de apoio?
  • Presencial ou online?
  • Quantos encontros serão?

Por fim, é preciso precificar a sua mentoria. Por isso, converse com as pessoas do seu networking e pesquise os preços cobrados por outras pessoas na internet caso você ainda tenha dúvidas sobre isso.

Construa a sua mentoria

Depois de planejar o seu material e a estrutura da mentoria, você precisa começar a disponibilizar os meios pelos quais oferecerá a sua mentoria. Caso ela não seja ao vivo, grave os vídeos. Também prepare materiais de apoio, como:

  • e-books;
  • textos de blog;
  • planilhas;
  • templates;
  • entre outros.

Também programe os roteiros e as datas dos encontros ao vivo, caso seja o caso. Considere, ainda, a possibilidade de fazer lives, um formato que funciona bem em mentorias coletivas. Já as sessões individuais podem ser feitas por videoconferência.

VÍDEO: Como fazer eventos online? 5 passos para você criar o seu | Hotmart Tips

Encontre a plataforma certa para sua mentoria

Após estruturar todo o produto que você oferecerá, chegou o momento de encontrar uma plataforma adequada para hospedá-lo. Leve em conta fatores como preço, suporte, importância no mercado, personalização, entre outros fatores.

Além disso, é importante optar por uma plataforma que tenha um criador de páginas de venda com templates prontos, assim como um sistema de envios de e-mails de acordo com cada etapa de um funil de vendas.

262

Como procurar os profissionais ideais?

Caso o seu objetivo seja encontrar mentores, e não necessariamente criar seu próprio projeto, você pode utilizar as seguintes dicas.

Comece procurando em sua própria empresa ou no seu networking

Caso você tenha um emprego fixo, pode encontrar mentores nesse próprio ambiente. Afinal, não é raro encontrar profissionais técnicos e capacitados, que tenham conhecimento para transmitir, dentro do próprio ambiente de trabalho.

Além disso, algumas empresas oferecem programas de mentoria para conseguir formar novas lideranças e identificar talentos. Se a companhia em que você trabalha tem essa iniciativa, busque saber mais sobre o assunto e sobre as pessoas que ministram o projeto.

Porém, caso você não tenha um emprego fixo, também pode verificar com as pessoas do seu networking próximo. Por isso, dê uma olhada no LinkedIn e investigue aquelas pessoas que você desconfia terem uma boa formação e habilidade para compartilhar conhecimento.

Busque mentores em eventos

Por falar em networking, outra forma de encontrar mentores é explorar eventos e workshops, que têm como proposta justamente a disseminação de conhecimento e promover o encontro de pessoas com interesses em comum.

Vá além dos palestrantes, que podem ter uma agenda lotada e dificuldade para encaixar outros trabalhos. Por isso, aproveite ao máximo os eventos, conheça o maior número de pessoas possível e troque cartões e experiências para marcar encontros futuros que possam se transformar em mentoria.

Recorra a empresas especializadas

Além disso, no próprio mercado já existem empresas especializadas que recebem pedidos de mentoria e são capazes de indicar os profissionais adequados para o seu perfil de mentorado. Faça suas pesquisas na internet para descobrir pessoas que possam transmitir conhecimentos valiosos.

Para não gastar dinheiro com pessoas pouco habilitadas e charlatões, busque conhecer a fundo o seu mentor antes da mentoria. Procure informações sobre a sua trajetória profissional, assim como os seus métodos de ensino.

VÍDEO: Desenvolvimento pessoal: como parar de tentar e começar a conseguir | FIRE FESTIVAL 2019

Como dar mentoria para outras pessoas?

Um mentor deve ser alguém que utiliza da sua vivência e do seu conhecimento para oferecer os melhores conselhos e direcionamentos para outras pessoas. Por isso, para se dar bem nesse trabalho, é preciso estar disposto a ajudar os outros — além de paciência para conversar com elas.

Para mentores, é muito importante exercitar a escuta ativa para entender as dores do mentorado, já que esse trabalho requer contato e envolvimento. Por isso, é necessário estar disposto a compartilhar experiências com pessoas e profissionais que sirvam de guia na busca de soluções para os desafios dos mentorados.

Assim, as pessoas que ocupam o título de mentoras são aquelas que obtiveram sucesso e conquistaram conhecimento em alguma área. Por isso, se o seu objetivo é investir nesse caminho, você deve ter um bom material preparado e ter o repertório para influenciar outras pessoas e guiá-las por bons caminhos.

Afinal, não adianta nada se autointitular “mentor” e não ter o conhecimento necessário para mudar a trajetória profissional das pessoas. Esse tipo de mentoria será rapidamente desmascarada como uma maneira fácil e desonesta de ganhar dinheiro.

Por fim, não pense que todo mentor deve ser um veterano, com 20 ou 30 anos de carreira. Hoje, até mesmo os jovens com conhecimento e uma abordagem inovadora têm muito a ensinar para outras pessoas, principalmente em campos como o marketing e a tecnologia.

Como vimos no artigo, a mentoria é acessível para diversas pessoas, tanto para as que querem ensinar como para aquelas que querem aprender. Qualquer um com algum conhecimento técnico e interesse em ganhar dinheiro na internet pode criar seu próprio projeto, por exemplo.

E aí, gostou do artigo e quer investir na empreitada, monetizando a partir de seu conteúdo? Confira o blog post Conteúdo para curso online: confira os melhores formatos para as suas aulas e comece a tirar as ideias do papel!