Início / Blog / Viagem a trabalho: entenda os direitos e deveres do colaborador!
Fechar

Viagem a trabalho: entenda os direitos e deveres do colaborador!

Veja as melhores dicas para aproveitar suas viagens a trabalho no exterior!

Veja as melhores dicas para aproveitar suas viagens a trabalho no exterior!

Uma viagem de trabalho é um deslocamento longo que o colaborador efetua em nome da empresa. Geralmente, é realizada para apresentar projetos, visitar clientes, fazer importantes negócios e ir em seminários, congressos ou feiras. O profissional deve cumprir a jornada de trabalho estabelecida, mesmo durante a viagem.

Nesse sentido, é importante ressaltar que uma empresa pode recorrer a diversos recursos para ter um controle eficiente, como os aplicativos de ponto eletrônico. Para certificar que o colaborador está exercendo sua função, é solicitado o registro de voz ou foto, além de reuniões rápidas para ter um controle eficiente.

Ainda é preciso mencionar que, quando um profissional viaja, ele tem diversos direitos, como hora extra, periculosidade, seguro contra acidentes, diárias de viagem, reembolso e adiantamento de despesas e intervalos. O gestor e o profissional precisam conhecê-los para que não existam contratempos durante o processo.

Que tal saber agora 10 dicas para quem vai viajar para fora do país para trabalhar? Assim, você fica por dentro de informações importantes!

Post index MenuÍndice
1. Pesquise sobre o país, estado e cidade para onde vai 2. Confira as condições climáticas 3. Pesquise sobre datas comemorativas ou feriados 4. Descubra a culinária antes de chegar 5. Explore a região onde vai ficar hospedado 6. Descubra a melhor forma de se locomover pela cidade 7. Confira a agenda de eventos 8. Prepare-se financeiramente 9. Fale com pessoas locais 10. Divirta-se!
Voltar ao Índice
262

1- Pesquise sobre o país, o estado e a cidade que você vai

Parece óbvio quando se lê uma dica assim, mas, sério, gaste mais do que cinco minutos, e não apenas entre só no Wikipedia para uma leitura rápida.

Dedique um tempo nos dias que antecedem a viagem para entrar em artigos do TripAdvisor, no site da prefeitura da cidade para onde você vai, em um portal de notícias e até em comunidades em redes sociais.

Além de começar a conhecer antes de chegar, você já fica por dentro do que acontece no local, planeja-se e evita situações que possam gerar algum transtorno ou desconforto.

2- Confira as condições climáticas

Ceticismo em relação às previsões de clima é algo normal, mas uma consulta em portais com previsões e histórico de previsões podem fazer a sua mala ir mais leve ou mais preparada.

Alguns países passam por transições brutas de clima. E ter conhecimento de qual estação do ano e da média de temperatura podem ajudar a desfrutar melhor a sua passagem.

Vai que você não sabia e vai ver neve pela primeira vez? Ou que precisa dar aquela passadinha na farmácia para comprar protetor solar?

Para consultar online você pode acessar o AccuWeather ou o site do Wheater Channel, eles apresentam um histórico e opções em vários idiomas.

3- Pesquise sobre datas comemorativas ou feriados

Evitar feriados ou querer aproveitá-los é uma escolha sua. Para ficar por dentro, basta procurar as datas comemorativas em sites da prefeitura e portais, como o Time and Date.

Entretanto, datas como eleições e feriados municipais nem sempre estarão em calendários. Por isso, uma boa estratégia é conversar com quem mora no local ou perguntar em uma comunidade antes de ir.

Isso pode salvar horas e dinheiro, já que em feriados os valores para hospedagem e alimentação podem ficar mais altos.

4- Descubra a culinária antes de chegar 

Se você gosta de surpresas e aventuras, ignore esta dica.

Agora, se você tem alguma dieta específica ou restrição alimentar, continue lendo!

Caso seja um Foodie ou queira se programar para aproveitar ao máximo: esta dica também é para você!

O YouTube está repleto de vídeos de culinárias de todas as partes do mundo. Faça uma imersão e descubra o que é a base da alimentação local, o que é simples, o que é sofisticado e como é o acesso a essas coisas.

Assim, você não cria expectativas de comer um prato de uma região diferente da que você vai visitar nem deixa passar a oportunidade de experimentar a sua nova comida favorita.

Uma boa ferramenta para descobrir a culinária e bons lugares para comer é o Yelp, que está cheio de depoimentos e avaliações.

5- Explore a região que você vai ficar hospedado

Já sabe onde vai se hospedar? Ótimo! Que tal explorar o lugar pelo Google Street View?

Vale a pena para descobrir como será a sua rua, a fachada do local que você vai visitar e o bairro em que vai ficar. Esta dica é muito útil para quem utiliza o Airbnb para se hospedar.

O mesmo pode ser feito em relação aos lugares de trabalho.

Fora do Brasil, existem países nos quais a estrutura urbana não é por ruas com nomes, mas, sim, números, quadras e até “super manzanas”. Saber disso antes de chegar vale ouro!

Como dito acima, pelo Yelp dá para você ver quais são os restaurantes para ir ou evitar.

Tem farmácia, lavanderia ou supermercado perto? Basta procurar.

Já sabe os lugares que vai visitar?

Confira os tempos de deslocamento com transporte público ou privado. Dá até pra ver se a região apresenta muito tráfego.

6- Descubra a melhor forma de se locomover pela cidade

Rodízio de placas de carro? Proibição de Uber? Metrô eficiente?

É melhor saber isso antes de chegar no aeroporto da cidade a qual você vai visitar.

Alguns permitem Uber, outros oferecem serviços semelhantes e há ainda aqueles que proporcionam táxis baratos.

Para deslocamentos curtos, algumas cidades apresentam planos para alugar bicicletas e patinetes, o que pode ser uma verdadeira “mão na roda”. O plano aqui é já ter em mente quanto vai gastar, reservar ou baixar os aplicativos necessários.

7- Confira a agenda de eventos

Cursos, shows ou festivais são coisas que, muitas vezes, só ficamos sabendo quando já estamos no lugar e vemos divulgações.

Mas existem sites com a programação cultural dos locais, o EventBrite, TicketMaster e o BandsIntown são bons exemplos. Alguns locais divulgam no site oficial da região.

Vai que o seu ídolo ou o curso que você sempre quis fazer estará a duas quadras da sua hospedagem?

Pesquise e aproveite a oportunidade.

8- Prepare-se financeiramente

Agora que você já pesquisou o local, a comida, a locomoção e os eventos, está na hora de pensar no quanto gastar na viagem — e fazer um planeamento financeiro a partir disso.

Isso começa com o mais básico, que é avisar o seu banco para liberar os cartões de crédito. Ou, então, separar o dinheiro e pesquisar as taxas de câmbio.

A nossa dica é trocar o mínimo possível no aeroporto, já que, nele, as taxas de conversão são mais altas.

Pesquise por uma casa de câmbio próxima de onde você vai se hospedar ou trabalhar e confira a melhor taxa para fazer seu dinheiro render mais.

Por segurança, recomendamos três coisas:

  • durante a viagem, no avião, tenha seu dinheiro e documentos sempre com você, não deixe-os em malas ou mochilas. Uma boa opção para garantir a segurança são as pochetes ou doleiras, que você consegue esconder embaixo da roupa;
  • não faça passeios levando todo o seu dinheiro e cartões, separe o que pretende gastar por dia e leve apenas o necessário. Assim, você não arrisca perder tudo em caso de furto ou assalto;
  • leve mais de um cartão de crédito ou um cartão pré-pago e o dinheiro vivo. Assim como expliquei no último tópico, esta recomendação é para que, caso você perca um, você tenha o outro para seguir com tranquilidade.

9- Fale com pessoas locais

Antes ou depois de chegar no local para onde você vai viajar, ninguém te dará informações mais precisas do que as pessoas que vivem no local.

Fazer parte de grupos de pessoas do seu país que vivem no lugar (ex: brasileiros no México) é uma boa oportunidade para ficar por dentro do que está acontecendo ou esclarecer dúvidas específicas. E o melhor, em seu próprio idioma!

O Facebook está cheio de grupos assim. Se não quer entrar em um, postar na sua rede social pedindo informações ou contatos pode ser uma boa também.

Além disso, há sempre a possibilidade de conversar com as pessoas depois de você chegar lá. Por exemplo, um colega de trabalho ou alguém que está no mesmo lugar que vai visitar.

Começar uma amizade é muito bom. Assim, quando voltar à cidade, seja a trabalho, seja a passeio, já terá companhia.

10- Divirta-se!

Viajar a trabalho ainda é trabalho, mas você pode e deve se divertir. Aproveite a oportunidade de estar em um lugar novo e conheça pontos turísticos, faça novos amigos e aprenda coisas novas. 

Viajar muito pode tirar o encanto de “turistar”, mas a diversão pode estar em visitar o lugar que você mais gosta (independente de ser turístico ou não) ou até mesmo não sair, mas curtir a TV local ou cozinhar aquele prato que você mais gosta. 

A diversão deixa a viagem e o trabalho mais leves, fora que ainda pode ter dar insights da cultura, os quais você não teria em ambientes formais.

Viajar a trabalho ainda é trabalho, mas você pode e deve se divertir. Aproveite a oportunidade de estar em um lugar novo e conheça pontos turísticos, faça novos amigos e aprenda coisas novas.

Viajar muito pode tirar o encanto de “turistar”, mas a diversão pode estar em visitar o lugar que você mais gosta (independentemente de ser turístico ou não) ou até mesmo não sair, mas curtir a TV local ou cozinhar aquele prato que você tanto adora.

A diversão deixa a viagem e o trabalho mais leves, fora que ainda pode te dar insights da cultura, que você não teria em ambientes formais. Ao se divertir na cidade, você poderá realizar seu trabalho de maneira mais criativa e otimizada, uma vez que você conseguirá ter ideias interessantes para colocar em prática.

Inclusive, bloqueio criativo é um problema para você? Veja o vídeo a seguir e descubra como destravar sua mente:

Boa viagem e bons negócios!

Não esqueça que, hoje em dia, temos o mundo na palma de nossas mãos, use isso a seu favor, pesquise! Boas fontes são: sites, vlogs, podcasts e blogs de viagens. Eles são gratuitos e muitos contam até com comunidades cheias de viajantes mais experientes.

Outra boa opção são os roteiros pagos e específicos, feitos por produtores digitais. Estes, muitas vezes, são mais completos do que os gratuitos.

Saiba que para alcançar o sucesso onde estiver, é fundamental investir em marketing pessoal. Já que assim você conseguirá destacar suas principais habilidades profissionais e pessoais no campo de atuação.

E se você gostar da ideia de trabalhar viajando, saiba que você tem a chance de empreender na internet e se tornar dono do seu próprio negócio, tendo a liberdade de trabalhar de onde quiser. Baixe o Guia Definitivo da Hotmart para iniciantes e aprenda, de uma vez por todas, a fazer renda extra online.

262