Início / Blog / Faça o seu podcast aparecer na SERP com as técnicas de Áudio SEO
Fechar

Faça o seu podcast aparecer na SERP com as técnicas de Áudio SEO

Recentemente, o Google passou a indexar arquivos de áudio e a exibi-los nos resultados de busca. Aprenda a tirar proveito disso com o áudio SEO.

Áudio SEO - ícone de caixa de som sobre fundo verde degradê com duas curvas de som dos lados esquerdo e direito

Conheça as principais técnicas de áudio SEO e saiba quais são os critérios do Google para ranquear podcasts.

Quem produz conteúdo digital em formato textual já sabe a importância do SEO, ou Search Engine Optimization (otimização para mecanismos de busca), mas poucos conhecem as regras para otimizar o alcance de outros modelos de conteúdo, como os podcasts, que precisam de técnicas de áudio SEO.

Porém, antes de explicar esse novo conceito, é importante retornarmos ao SEO e tudo o que ele significa. SEO é o nome dado ao conjunto de técnicas usadas para otimizar conteúdos online, sejam eles no formato de artigo, post, vídeo, e-book e até mesmo podcasts.

Um bom SEO envolve técnicas onpage (visíveis ao usuário) e offpage (ocultas para quem visita a sua página). São práticas como o uso de palavras-chave, conteúdos divididos em subtópicos, referências de qualidade, entre outras ações.

Quanto maior a qualidade do conteúdo, maiores as chances de ele aparecer na primeira página da SERP, a primeira página de buscas por uma palavra-chave, no Google.

Como explicamos acima, as técnicas de SEO para texto já são muito conhecidas. Porém, com a popularização dos podcasts e o aumento da concorrência, é necessário focarmos também nas técnicas de áudio SEO. Saiba mais!

Post index MenuÍndice
O que é áudio SEO? Podcasts em alta Como fazer áudio SEO? O Google e o futuro do áudio na internet
Voltar ao Índice

O que é áudio SEO?

Por analogia, podemos definir o áudio SEO como uma série de práticas de otimização para fazer com que arquivos de áudio, especialmente podcasts, sejam exibidos com destaque nos resultados de busca.

Pode parecer confuso, afinal o Google não “escuta” áudios. Então, como o algoritmo da empresa faz para indexar podcasts? É o que veremos a seguir.

>> Confira o nosso glossário com os principais termos de SEO, de A a Z!

Podcasts em alta

Para entender a importância do áudio SEO, precisamos falar também da relevância que o podcast ganhou no Brasil e no mundo nos últimos anos.

Antes, a mídia era um fenômeno de nicho, mas hoje o podcast está cada vez mais popular mundialmente, seja no formato tradicional, em áudio, ou no modelo de videocast.

De acordo com uma pesquisa realizada pela plataforma Cupom Válido, com dados do Statista e do Ibope, o Brasil é o terceiro país no mundo que mais consome podcasts, ficando atrás somente da Suécia e da Irlanda. Segundo o estudo, são mais de 30 milhões de ouvintes em todo o Brasil.

Isso mostra que o podcast é um formato de conteúdo muito rico, que deve ser explorado por marcas. Sua capacidade de engajamento, aliada a potência das redes sociais, pode gerar muitos frutos para produtores de conteúdo.

Além disso, a mídia conta com características bem similares ao rádio que vão além do áudio. O podcast é capaz de estar presente na vida de diversas pessoas, de todas as idades, em muitos contextos do dia a dia, podendo ser reproduzido em qualquer lugar.

Agora, como é possível maximizar os podcasts para deixá-los em alta nos algoritmos de busca?

Como fazer áudio SEO e colocar seus podcasts no topo da SERP?

Finalmente chegamos na parte que interessa: como fazer áudio SEO e, assim, levar seus podcasts para a primeira página do Google?

Se você já possui uma estratégia de produção de conteúdo em andamento, não terá nenhuma dificuldade. A regra de ouro permanece: oferecer um conteúdo relevante e uma boa experiência para o usuário.

Apesar de se tratar de um formato de conteúdo diferente, o trabalho de SEO é o mesmo.

De maneira geral, arquivos de áudio não podem ser indexados pelos mecanismos de busca. Afinal, como dissemos, o Google não “escuta” o conteúdo.

Isso acontece porque a língua falada pelos algoritmos é texto escrito.

É isso mesmo que você está pensando. O áudio SEO consiste, basicamente, em associar textos a seus podcasts. Assim, esses serviços serão capazes de identificar o tema de seu conteúdo e classificá-lo corretamente.

Esse processo pode ser dividido em duas frentes: 

  • descrição: descrever em detalhes o conteúdo de seu áudio;
  • transcrição: converter todas as falas do podcast em texto.

Provavelmente você já coloca em prática o primeiro método, já que praticamente todas as plataformas de podcast não permitem publicar conteúdo sem um título ou resumo.

Por sua vez, fazer a transcrição do áudio toma mais tempo e, portanto, é uma estratégia pouco utilizada por produtores de conteúdo. Mas é justamente uma das mais eficientes.

Vamos ver em detalhes como aplicar cada uma das duas técnicas de áudio SEO em seus podcasts:

1. O poder do tema

O primeiro ponto para investir no seu áudio SEO é explorar temas relevantes no seu podcast. Para atrair a audiência, explore assuntos em alta, usando formatos que são atrativos.

De acordo com uma pesquisa da plataforma Cupom Válido, 55% dos brasileiros preferem ouvir podcasts no formato de entrevista. Em segundo lugar, temos os formatos de narrativa de histórias reais e mesa redonda.

Com um tema relevante e um formato atrativo, o passo seguinte é trabalhar em uma estratégia de comunicação baseada no funil de vendas, ou seja, gerando awareness para depois investir nas etapas de consideração e decisão de compra.

2. Descrição, sua aliada

A descrição serve como um pequeno resumo de seu podcast, contando um pouco sobre o que será abordado ao longo do áudio e apresentando informações complementares.

Além disso, esse espaço é perfeito para explorar as palavras-chave para as quais você quer ranquear.

Por exemplo, suponha que você produz uma série de podcasts sobre vinhos importados. Na descrição de cada episódio, você pode listar tópicos como o nome dos vinhos citados, a história das vinícolas, em qual país as bebidas são produzidas e quaisquer outras informações que você considere relevantes para seu público.

O importante é deixar claro para os ouvintes o que eles podem esperar ao escutar seu podcast. Além disso, ao inserir informações relevantes na descrição, você permite que os mecanismos de busca compreendam o tema que seu conteúdo aborda.

3. Título, o divisor de águas

O título é a primeira coisa que seu público verá, antes mesmo de escutar seu podcast. Portanto, ele precisa resumir de maneira eficiente o que o conteúdo aborda.

De maneira geral, o título precisa ser:

  • Relevante para a audiência. Seu público está a procura de alguma informação ou quer aprender algo novo. Procure conhecer os interesses e necessidades do público e use esse conhecimento para escrever um título que capture a atenção dele.
  • Resumir o tema do áudio. Ninguém quer gastar uma hora escutando um podcast só para saber se o conteúdo é ou não o que procura. Por isso, use o título para contar, em poucos caracteres, sobre o que se trata seu conteúdo.

4. Organize as tags

As tags, embora mais curtas que o título e a descrição, oferecem a seus usuários uma boa visão dos temas que serão tratados no podcast e também de seu programa. Além disso, esses termos são uma ótima ferramenta para manter seu conteúdo organizado.

Se você tem um canal no YouTube, provavelmente já sabe como funcionam as tags – ou hashtags em algumas plataformas.

Use termos relevantes, como palavras-chave que você queria ranquear, preferencialmente mesclando termos mais específicos com abrangentes. Além disso, é bom não exagerar no número de tags para não sofrer alguma penalização dos mecanismos de busca.

5. Nunca se esqueça da transcrição

As dicas de áudio SEO acima são um excelente primeiro passo. Entretanto, para ir além e garantir a tão sonhada primeira página, é necessário transcrever seus áudios.

É fácil de entender porque isso é tão eficiente: com uma transcrição online do podcast, você garante que as palavras exatas ditas no conteúdo serão indexadas pelos mecanismos de busca.

E acredite, essa pequena atitude pode fazer milagres, aumentando em muito a chance de seus podcasts serem encontrados pelos usuários. Afinal, você estará falando a mesma língua que os algoritmos!

Se você está imaginando que será muito trabalho transcrever todos os seus podcasts, não se desespere. Atualmente, tecnologias com inteligência artificial já proporcionam transcrições automáticas.Embora essa tecnologia ainda não produza resultados perfeitos (mas está sendo cada vez mais aperfeiçoada), já é uma ajuda e tanto para quem vai fazer áudio SEO.

Mas essa não é a única vantagem de transcrever seus áudios. Fazendo isso, você também alimenta outros canais de sua marca. Você pode publicar a transcrição em seu blog, site ou em uma plataforma exclusiva. E pode até faturar com isso!

Imagine, por exemplo, que você tem uma série de podcasts ensinando uma língua estrangeira para sua audiência gratuitamente. Ao mesmo tempo, você pode disponibilizar um arquivo com a transcrição do áudio apenas para membros registrados em seu site.

Google e o futuro do áudio

Durante o Google I/O 2019, evento anual voltado para desenvolvedores, a empresa anunciou que começaria a exibir podcasts nos resultados de busca muito em breve.

Dito e feito. Pouco depois do evento, realizado em abril, já era possível ver resultados desse tipo para pesquisas realizadas em inglês.

Em um primeiro momento, essa novidade pode parecer bastante trivial. Afinal, agora a plataforma começaria a sugerir podcasts entre os resultados, como já faz com outros tipos de conteúdo.

Mas a novidade é muito mais revolucionária do que parece. O anúncio indica que o Google passará a indexar o conteúdo de podcasts nos resultados de busca, mais ou menos como já acontece com vídeos.

Por exemplo, ao buscar “how to swim” (como nadar), a primeira sugestão de resultado é um vídeo com uma marcação do tempo em que a pergunta é respondida:

áudio SEO - imagem de uma sugestão de resultado em vídeo no Google para a pergunta "como nadar" mostrando que o Google indica o trecho do vídeo em que a questão é respondida

Em sugestões de vídeos nos resultados, o Google aponta o trecho em que a dúvida é respondida. No exemplo acima, a resposta à pergunta “como nadar” se encontra aos 82 segundos do clipe.

Logicamente, para ser capaz de sugerir em qual momento do vídeo uma dúvida é respondida, significa que o áudio do conteúdo é transcrito pelo Google automaticamente. Ou seja, é natural pensar que essa tecnologia faça o mesmo com um podcast.

E é justamente isso que o Google afirma que vai começar a fazer muito em breve.

Na prática, porém, isso levanta uma série de dúvidas, especialmente para quem trabalha com produção de conteúdo.

A principal delas é como esses resultados serão exibidos. Ainda não sabemos se o usuário verá a indicação de arquivos de áudio em que o termo pesquisado se encontra ou o texto transcrito do conteúdo.

De qualquer maneira, isso representa uma mudança na rotina de SEO de muitos negócios. A partir de agora, os profissionais precisam se preocupar com a indexação de podcasts, além das pesquisas por voz.

Para atingir sua audiência, é importante saber usar a tecnologia e as técnicas do marketing digital.

Conheça mais conteúdos que vão te ajudar a entender onde está o seu público-alvo e como é possível segmentá-lo.


Este post foi originalmente escrito em novembro de 2019 e atualizado para conter informações mais completas e precisas.