planejamento

Carreira no mundo digital

Planejamento: o que significa, principais tipos e importância!

Conquiste suas metas e objetivos de forma mais rápida!

Luiza Sousa Alexandre

18/11/2022 | Por Luiza Sousa Alexandre

Conquiste suas metas e objetivos de forma mais rápida!

Planejamento significa saber gerenciar os recursos disponíveis e definir as prioridades da maneira mais organizada possível. Seja no ambiente profissional ou na rotina pessoal, é essencial planejar tudo o que envolve nossa vida.

Principalmente para quem deseja empreender e ter seu próprio negócio, ser uma pessoa que planeja todas as etapas do empreendimento será o primeiro passo para o sucesso.

Mas como fazer o planejamento de forma correta?

Se você deseja compreender mais sobre o que é um bom planejamento e como aplicá-lo na sua vida, continue lendo e veja tudo o que é preciso para ter sucesso no seu negócio e em outras áreas. Vamos lá!

Banner versão desktop

Qual o conceito de planejamento?

Planejamento, de acordo com o dicionário, é a ação ou efeito de elaborar um plano, e/ou a determinação das etapas, procedimentos ou meios que devem ser usados no desenvolvimento de um trabalho, festa ou evento.

Todo planejamento tem o poder de definir o presente e prever como o futuro se desenvolverá. É preciso saber exatamente onde, como, por que, quando e quanto você precisa para ter sucesso com o plano.

Não existem regras definidas para planejar algo, mas a grande maioria das pessoas segue passos em comum, que são:

  • análise da situação;
  • formulação do que será feito;
  • execução do plano;
  • avaliação dos resultados.

 

 

A importância do planejamento no dia a dia

Todos nós temos sonhos ou queremos conquistar algo. A partir do momento que definimos qual é o objetivo, é essencial fazer um planejamento, que mostrará o que é preciso para alcançar efetivamente esse objetivo.

Por exemplo, se o seu sonho é ter o próprio negócio, é preciso planejar onde trabalhará (em um escritório ou em casa, por exemplo), qual será o modelo de negócio, por que escolheu aquele nicho para empreender, qual a persona ideal, quando começará e quanto precisa investir.

Isso permite a você se organizar, planejar-se e fazer um cronograma com todas as atividades a serem realizadas no curto, médio e longo prazo.

O mesmo vale para objetivos pessoais, como fazer uma viagem internacional. Para onde será a viagem? Como você irá (avião ou em um cruzeiro, por exemplo), por que quer ir para o local escolhido, quando irá e quanto será necessário investir na viagem?

Sem essa análise, suas decisões serão menos certeiras e mais confusas. Afinal, não basta querer algo e esperar que as coisas aconteçam em um passe de mágica.

O planejamento é algo que deve estar sempre presente no dia a dia, para que tanto processos profissionais ou pessoais sejam feitos de modo efetivo e o sucesso fique mais próximo!

O que é planejamento estratégico?

O planejamento estratégico é uma ferramenta de gestão e administração utilizada por empresas e empreendedores para mapear oportunidades e possíveis ameaças ao negócio, assim como determinar metas e objetivos para o futuro.

Uma ferramenta para fazer esse planejamento é a análise SWOT, que é algo bastante utilizado no universo corporativo, independentemente do tamanho e do porte da empresa.

Para quem deseja entrar no mundo do empreendedorismo digital ou em qualquer ramo, fazer essa análise ajudará a entender o mercado como um todo, assim como os concorrentes e as oportunidades a serem exploradas.

O que pode diferenciar um bom planejamento é a organização e a estruturação do que será feito. Quanto mais detalhado for, mais o negócio estará preparado para os futuros desafios!

Vantagens de realizar um plano de ação para o seu negócio

O planejamento faz parte da rotina de qualquer negócio saudável. Ele ajuda principalmente na tomada de decisões importantes, mas também traz outros benefícios, como veremos abaixo.

Mais organização na execução de tarefas

Com um bom planejamento, é muito mais fácil se organizar, criar planos e gerenciar suas tarefas, aumentando a produtividade.

Quando você conhece bem o fluxo de trabalho e o que é necessário para concluir algo, fica mais simples concluir a tarefa com sucesso.

Visão macro do mercado

Se você fez ou vai fazer a análise SWOT, conseguirá identificar riscos e oportunidades do seu mercado.

Essa visão macro e o planejamento antecipado te dão mais confiança para continuar o trabalho e o tornam mais eficiente.

Banner versão desktop

Visão dos recursos disponíveis

O planejamento ajuda a trabalhar de acordo com os recursos disponíveis, movendo-se de acordo com as mudanças do mercado. Por exemplo, se você investe em marketing de conteúdo e o algoritmo do Google mudou, é preciso adaptar os conteúdos de acordo com essa mudança.

Diminuição dos custos

Sem um planejamento consistente, o risco de investir em algo que não dará certo é grande. Não estamos falando só de perder dinheiro, mas também de perder tempo.

Por isso, crie o plano de ação levando em conta o orçamento disponível, o tempo necessário para fazer a tarefa e o que pode ser feito para otimizar esses itens.

Planejar isso ajuda a fugir de projetos caros, que pouco contribuirão para o resultado final.

Preparação para os próximos desafios

Por fim, o benefício de fazer um bom planejamento é o preparo para os desafios que estão por vir, deixando o trabalho menos estressante.

Pense como se estivesse entrando em uma competição. Quem vai se sair melhor: a pessoa que se preparou para isso por muito tempo ou aquela que nunca levou o preparo a sério?

Banner versão desktop

Como funciona o Planejamento Estratégico Pessoal?

Agora que aprendemos a importância do planejamento estratégico no mundo dos negócios, é hora de entender como ele funciona na nossa vida pessoal.

O Planejamento Estratégico Pessoal (PEP) é um processo que exige uma autoanálise, para reconhecer qual é a sua essência e a sua missão pessoal.

É uma definição que pode causar certa estranheza no início, mas, assim como nos negócios, entender as forças e as fraquezas da nossa vida é muito importante para irmos atrás de determinado objetivo.

A estrutura do PEP pode ser feita da seguinte forma:

  • análise situacional (pontos fortes e fracos; oportunidades; ameaças);
  • missão pessoal (objetivo a ser conquistado);
  • plano de ações (que pode ser pessoal, profissional e/ou financeiro)

É uma análise difícil de ser feita, principalmente para quem está começando a empreender, pois é difícil reconhecer pontos fortes e fracos de si mesmo.

Mas todos nós somos dotados de forças e fraquezas, não é mesmo? Reconhecer e fazer essa autoanálise é o primeiro passo para ser uma pessoa melhor nos ambientes pessoais, profissionais e familiares.

Outra forma de fazer essa análise de planejamento pessoal é utilizando novamente a análise SWOT, que ajudará não só a identificar seus pontos fortes e fracos, mas também a reconhecer oportunidades de melhorias e as ameaças que podem atrapalhar sua evolução.

Montando seu PEP

Com o planejamento pessoal bem-feito, maiores serão as chances de seus projetos terem sucesso. Basicamente, o processo do PEP é:

  1. definir as metas e os objetivos: é por onde tudo começa, e é importante que a meta seja bem definida. Por exemplo, se você deseja viajar no próximo ano, já pense no local;
  2. análise da situação: com a meta definida, é preciso analisar todos os fatores que influenciarão em seu cumprimento. Voltando novamente ao exemplo da viagem, é preciso analisar as finanças, se é preciso ter passaporte, visto etc.;
  3. prazos: planejamento significa execução. Após a análise, divida a meta em pequenas tarefas e dê prazos realistas para elas serem cumpridas;

Ferramenta de controle: essa parte é essencial para gerenciar o planejamento. O controle pode ser feito da forma que você quiser, como via aplicativos ou uma planilha no Excel. O importante é registrar o avanço e se manter motivado até o final.

Quais as dicas para aplicar o planejamento na sua vida?

Viu só como o planejamento é algo que faz parte da nossa vida de forma profunda?

Sabemos que é possível conquistar algo sem que ele seja planejado. Mas quando adotamos os planos de ações para correr atrás de alguma coisa, será muito mais fácil manter o foco e traçar rotas para encurtar o caminho.

Para finalizar, confira 3 dicas curtas, mas essenciais, para fazer do planejamento algo natural da nossa rotina e aproveitar todos os benefícios citados nesse post.

Seja realista

Ser realista não têm a ver com ser pessimista ou não acreditar em si mesmo. Significa trabalhar com uma realidade que pode ser mudada, com os recursos disponíveis e dentro de um prazo saudável.

Ao fazer um planejamento, seja para a vida profissional ou pessoal, analise as possibilidades tangíveis. Caso contrário, a sensação de frustração será inevitável e, no primeiro obstáculo, você desistirá.

Trabalhe os pontos de melhoria

Planejar inclui identificar nossos pontos fracos, como já dito acima. Mas o que adianta entender esses pontos e não querer mudá-los?

Por exemplo, se você quer empreender, mas tem potenciais comportamentos e pensamentos que podem sabotar o seu progresso, é hora de avaliar e pensar em pontos de melhoria, até conseguir eliminá-los de forma definitiva.

Virar essa chave e trabalhar os pontos de melhoria com inteligência e resiliência é um grande passo para o planejamento dar certo.

Tenha foco

O sucesso depende diretamente do seu comprometimento com o objetivo, e ter foco é algo essencial. Distrações estão em todo lado, e é muito fácil desviar do plano de ação por conta delas.

Manter o foco é algo difícil, mas ajuda, e muito, a manter a motivação.

Neste artigo, mostramos 10 técnicas que ajudam a treinar o foco e a mantê-lo para conquistar os objetivos. Confira e dê um passo a mais para o planejamento ser o melhor possível!

Banner versão desktop