Blog_Hotmart_2021_Header_Fixo_Desktop_970x75_Blue_BR
Início / Blog / O que são métricas de vaidade e por que você precisa evitá-las?
Fechar

O que são métricas de vaidade e por que você precisa evitá-las?

Descubra como as métricas de vaidade devem ser evitadas no momento de tomar decisões do seu negócio.

Métricas de vaidade - um quadro de curtidas e comentários a frente de um fundo degradê roxo e laranja

Atualmente, todos os negócios que estão na internet visam alcançar mais pessoas e obter mais resultados, isso é algo esperado. O problema é que, infelizmente, nem sempre a estratégia está alinhada a indicadores de marketing que ajudam verdadeiramente no crescimento das marcas.

As métricas têm o objetivo de trazer uma série de dados relevantes que indicam o quanto o negócio está evoluindo ou o quanto precisa melhorar em algum aspecto.

O que acontece é que, principalmente nas redes sociais, existe uma valorização de números que não contribuem tanto com o objetivo principal das marcas, o que faz das métricas de vaidade um empecilho na estratégia de marketing digital

Post index MenuÍndice
O que são métricas de vaidade Quais as principais métricas de vaidade Quais métricas valem a pena acompanhar
Voltar ao Índice

Por isso, vamos te contar quais são essas métricas e por que você deveria evitá-las!

O que são métricas de vaidade?

Métricas de vaidade são dados coletados que não trazem resultados reais para o negócio.

Essas informações, na prática, não ajudam na tomada de decisões e que, se colocadas como prioridade, podem futuramente prejudicar o desenvolvimento da marca.

Essas métricas possuem esse nome porque aparentemente parecem tentadoras e significativas, mas podem trazer apenas apontamentos superficiais e vagos.

Quais as principais métricas de vaidade?

Likes, curtidas e afins

Os likes, ou famosas curtidas, são uma das métricas mais populares. Nas redes sociais, é comum que o “coração” seja uma das ações mais usadas pelos usuários; o problema é que o like não garante nenhuma tomada de decisão.

Quando alguém curte seu conteúdo mostra que gostou de algo no conteúdo, mas não é suficiente para saber se ela continuará acompanhando e o principal: se em algum momento conhecerá o seu produto ou serviço e acabará gerando uma conversão.

Focar nessa métrica de vaidade vai reduzir a análise em termos de qualidade e estratégias. Você até poderá aumentar as curtidas, mas isso não trará progresso no seu negócio. 

Downloads de aplicativos

Mais um caso em que a quantidade pode atrapalhar a qualidade da análise de métricas.

O download de apps demonstra interesse dos usuários em conhecer o seu produto, porém vale ter mais foco em quantas pessoas estão aderindo a versões pagas do seu aplicativo.

Com certeza, o download é uma ótima porta de entrada para que possam efetuar uma compra futuramente, mas para saber se os números estão gerando conversão é necessário fazer o balanço entre instalações, desinstalações e qual é a parcela de usuários pagos dentro do número total.

Observe o comportamento de quem usa o app e se os resultados em relação ao faturamento estão surgindo.

Compartilhamento

O compartilhamento é uma métrica de vaidade que aparenta trazer resultados para a estratégia do negócio, mas esses dados não comprovam se os usuários estão caminhando no seu funil de vendas.

Por ser uma ferramenta bem simples, o compartilhamento acaba sendo muito utilizado, principalmente nas redes sociais. 

Provavelmente, você já compartilhou alguma frase que te impactou, um meme engraçado, alguma notícia ou um produto que você queria adquirir. 

Essa primeira atenção pode conduzir o usuário até seu blog ou site, mas você apenas saberá se a estratégia digital gera algum resultado se essas pessoas efetuarem uma tomada de decisão.

Compartilhamento não é sinônimo de conversão, por isso, foque em outras métricas mais palpáveis que você conhecerá em breve nesse artigo.

Cliques

Basicamente, o clique é uma ação que não ajuda muito a entender se uma estratégia está funcionando. 

Você pode acreditar que pelo link de um produto em seu site receber muitos cliques, ele terá muitas vendas, mas se outros pontos do negócio não estiverem sendo analisados e bem executados, muitas pessoas podem clicar e acabar saindo sem sequer se interessarem pela oferta.

Seguidores

Ganhar seguidores nas redes sociais pode encher os olhos em um primeiro momento. Talvez você até acredite que a solução para não conseguir conversões seja a falta deles, quando na verdade o problema é não conseguir construir uma relação sólida com quem já está te seguindo.

Então, na prática, os seguidores vêm e vão, e muitos acabam seguindo muitas e acompanhando poucas marcas. Existem outras métricas que ajudam mais a compreender que a sua marca está sendo acompanhada por pessoas interessadas.

Taxa de rejeição

Repense em como você está observando a taxa de rejeição do seu site ou blog.

Esse dado representa o número de pessoas que abandonaram a sua página antes que ela cumprisse alguns requisitos determinados pelo Google que determinam esse número de rejeição.

Incluímos essa métrica de vaidade na lista porque, mesmo sendo um dado que, assim como qualquer outro, deve ser levado em consideração, a taxa de rejeição pode ser interpretada erroneamente e até causar uma preocupação maior do que deveria ser.

Algumas páginas que recebem mais visitas e tem muita rotatividade geralmente possuem uma taxa maior de rejeição. Se essa informação não for levada em consideração, você pode estar se incomodando com um número de abandono que não impacta tanto.

Porém, essa métrica pode sim apontar problemas reais em seu website, principalmente quando páginas mais simples ou que possuem algum papel de conversão ou de contato apresentam taxas de rejeição altas.

Visualizações de páginas

Assim como os cliques, as visualizações de páginas podem dizer muito pouco sobre os resultados estratégicos do seu negócio.

Primeiro porque a quantidade de views não indica a quantidade de visitantes. Um grupo pequeno de pessoas pode estar acessando o seu site e gerando muitas visualizações ou o contrário. E por si só os números, poucos ou muitos, não dizem em quais desses cenários a marca se encontraria.

Outra razão seria a tomada de decisão. Muitas visualizações não indicam se o negócio está progredindo, mas as conversões na página sim.

Quais métricas valem a pena acompanhar?

Agora que você conhece quais as métricas de vaidade e sabe por que não é viável manter o foco nelas, vamos apresentar opções que valem ser priorizadas na sua análise. Preparado(a)?

1. Taxa de conversão de campanhas

Observar a taxa de conversão de campanhas, seja de algo pago ou gratuito, ajuda a identificar o quanto sua campanha está sendo efetiva com o público. É uma maneira direta de avaliar a estratégia de marketing e do momento da venda.

2. Conversões ao longo do funil

Identificar a métrica de conversões feitas ao longo do seu funil de vendas vai auxiliar a entender se a sua estratégia em busca de novas vendas está funcionando.

Para saber se você está tendo bons resultados ao longo do seu funil, crie produtos digitais gratuitos com cada etapa e disponibilize em páginas com formulários cada vez mais específicos. 

Por exemplo: para o topo será um e-book de introdução e o formulário pedirá nome e e-mail. Para o meio será um e-book mais completo e pedirá outras informações, como profissão e site. E para o fundo será uma mentoria que adicionará no formulário o número de celular e exigirá a participação em um grupo no WhatsApp, por exemplo. 

Veja quantos leads terão contato com esses conteúdos e analise se é preciso mudar algo.

3. Custo de Aquisição por Cliente, ou CAC

Nenhum negócio quer gastar mais do que deveria para conquistar o consumidor. Por isso, o Custo de Aquisição por Cliente deve ficar sempre no seu radar.

O CAC se refere a quanto cada cliente custou para você. Ou seja: quanto você está investindo na prospecção de cada cliente?

Para obter essa informação, você fará um cálculo simples: some todo o valor investido na área de marketing e vendas e divida pelo número de clientes.

4. Lifetime Value, ou LTV

O LTV é uma métrica que indica a quanto cada cliente rende para o negócio a longo prazo.

Essa é uma das métricas de vendas que deve ser coletada, tanto em negócios em que o Lifetime Value é mais comum (que vendem por assinatura), quanto em e-commerces e outros formatos de vendas.

Com esses dados, você saberá o lucro por cliente e também poderá analisar a fidelidade desses consumidores em seu produto.

5. Número de visitantes

Diferente do número de visualizações, o número de visitantes é bem mais consistente em relação à audiência do seu site, já que você consegue medir a popularidade da página e entender se você está conseguindo reter atenção desse público aumentando o tráfego orgânico.

Analise as métricas mais valiosas para o seu negócio

Manter o foco nas métricas corretas vai direcionar melhor o seu planejamento como um todo. 

As métricas de vaidade trazem informações pouco relevantes que, se priorizadas, atrapalham no desenvolvimento do negócio.

Por isso, analise bem e saiba selecionar os KPIs da sua marca. Fizemos um artigo explicando melhor o que são KPIs. Vá lá conferir!