economia-brasileira

Empreendedorismo digital

Economia do Brasil: como influencia o mercado digital?

Economia brasileira: entenda como ela impacta o mercado digital e as principais tendências para os próximos anos!

Hotmart

07/03/2023 | Por Hotmart

A economia brasileira pode ser entendida como uma espécie de termômetro para todos os ramos da sociedade. Se ela vai bem, os negócios fluem. Caso esteja em crise, há quedas nas ações, perdas de investimentos, menos dinheiro circulando, aumento nas taxas de juros, desemprego e muitos outros problemas.

Mas como tudo isso influencia o mercado digital? Será que momentos de preocupações não inspiram novas tendências nos negócios? É o que vamos mostrar ao longo deste post, com informações bem-apuradas e certeiras. Acompanhe!

 

Banner versão desktop

Qual o cenário atual da economia no Brasil?

Apesar dos impactos decorrentes da guerra entre Rússia e Ucrânia, assim como os efeitos ainda vigentes da pandemia de Covid-19, existe um olhar positivo para a economia brasileira.

Afinal, mesmo com o país dividido em termos políticos, aumento das taxas de juros no mercado interno e um certo clima de incertezas em razão do novo governo, o Brasil conta com forças que alavancam os investimentos.

Entre elas, destacam-se o agronegócio e o boom do empreendedorismo digital, que se tornou uma verdadeira economia criativa. Atualmente, o que não faltam são opções de geração de renda pela internet.

Mesmo assim, há preocupações, principalmente com uma possível elevação no índice de desemprego e os empregos que não existem mais, sem falar nos preços dos combustíveis e dos alimentos, o que pode influenciar a alta da inflação.

No entanto, o país conta com inúmeros investimentos que já foram fechados em anos anteriores, inclusive com capital externo.

Dessa maneira, os contratos continuarão vigentes, fazendo a roda da economia brasileira girar.

Outro fator importante é que muita gente está conseguindo conduzir a vida econômica por meio da web, montando as próprias empresas, gerando não só renda como empregos diretos e indiretos.

Pelo fato de o investimento ser menor em comparação aos negócios off-line, o aporte vem crescendo, como no caso das fintechs, que criaram aplicativos focados no conforto dos clientes.

O setor é sólido e muito atrativo, com ferramentas que solucionam, otimizam o tempo e ainda contribuem com o aumento da produtividade e redução nos custos.

Além disso, a internet abriu caminho para autônomos criarem novas formas de ganhar dinheiro, como por meio do marketing de Afiliados, por exemplo.

Por isso, o investimento em tecnologia é algo extraordinário que vem ajudando imensamente a economia brasileira.

Do motoboy que atua em um aplicativo de entregas ao redator, passando pelo Afiliado de infoprodutos até designers, o mercado é vasto com muitas oportunidades.

Quais são as perspectivas para os próximos anos?

Graças ao mercado digital, as perspectivas para a economia brasileira são bem positivas nos anos seguintes.

De acordo com o relatório Transformação Digital na América Latina, o mercado digital está sendo fundamental no crescimento econômico do país.

Somente em 2021, tal segmento movimentou R$ 53,4 bilhões, com um crescimento de 31% em comparação a 2020.

É uma porcentagem anos-luz distante da realidade do mercado e também do Produto Interno Bruto (PIB). Ou seja, tudo indica que os negócios on-line continuarão sendo os grandes protagonistas da mola propulsora da economia brasileira.

Tendo em vista que os reflexos da pandemia influenciaram positivamente os negócios digitais, sobretudo nos períodos de isolamento social, tudo aponta que essa tendência só aumentará daqui para frente.

Isso porque os empresários, comerciantes, produtores e autônomos em geral perceberam que o investimento em tecnologia é essencial para o aumento da rentabilidade e também para acompanhar os passos da concorrência.

As vendas on-line só crescem e estão contribuindo imensamente para alavancar a economia brasileira, com impactos em toda a cadeia produtiva. Afinal, quando há o aumento de transações, o dinheiro circula e cria novas oportunidades.

Pense na venda de um eletroeletrônico. Ao observar um preço mais atrativo, sem a necessidade de se deslocar e com toda a comodidade de escolher em várias lojas, o cliente fecha com mais rapidez as compras.

Aumentando as vendas, a indústria produz mais, as empresas de logística investem mais nos galpões, equipamentos e afins. Quem divulga os produtos ganha também, ou seja, é um verdadeiro tsunami do bem.

A web abriu caminho ainda para inúmeros tipos de produções, como de e-books, cursos on-line, podcasts, plataformas de conteúdo etc.

E cada segmento conta com outras ramificações. Dessa forma, há inúmeros diferenciais que se sustentam por si mesmos, fazendo a economia brasileira fluir.

Por isso, tudo indica que os próximos anos serão ainda melhores no mercado digital, com aumento da publicidade, investimentos, produções e vendas.

Banner versão desktop

Segunda onda de transformação digital

Segundo o relatório Transformação Digital na América Latina, os dois anos mais recentes foram preponderantes para acelerar o processo de digitalização nos países do continente.

Assim, as expectativas são para a evolução do que já vem sendo chamado de segunda onda de transformação digital, o que impactará diretamente um alcance ainda maior tanto nos negócios quanto no aparecimento de unicórnios novos.

Além disso, o amadurecimento desse cenário vai acarretar mais investimentos, principalmente em novos aplicativos e mais presença da internet, crescendo assim o número de empresas digitais que exploram as inovações.

Crescimento exponencial

O estudo aponta que a velocidade das mudanças subiu de 2,3% em 2020 para 3,4% em 2021.

No Brasil, o avanço saltou de 2,8% para 4,5%, mas ainda há muito a ser trilhado: nos Estados Unidos esse mesmo índice aumentou 69,8% no mesmo comparativo.

Portanto, há um cenário de amplas oportunidades pela frente, principalmente em nichos de mercado promissores. Veja alguns deles que estão na mira dos investidores internacionais:

Mesmo com a distância de anos-luz em relação aos EUA, o Brasil está na dianteira de muitos vizinhos no cenário digital, como Argentina, Colômbia e México.

Agora, para chegar aos patamares do mercado digital de países mais desenvolvidos, será preciso ampliar a capacitação, tendo em vista que a falta de mão de obra qualificada é um desafio considerável para a economia brasileira.

Entre os principais gargalos, podemos citar a falta de talentos em tecnologia, o que envolve áreas como o desenvolvimento de softwares, marketing digital, designer e gerência de produto, assim como outras profissões necessárias para sanar a procura que só cresce nesses últimos anos.

Como esse contexto afeta diretamente o mercado digital?

A resposta para essa pergunta é: em tudo! Com as transformações digitais acontecendo em um ritmo acelerado, o mercado mudou de foco, assim como as escolhas dos clientes.

Agora, as pessoas estão totalmente sintonizadas no universo on-line, estão em busca de experiências incríveis, e sabem o que querem para resolver suas dores.

Por isso, o nível de exigência aumentou consideravelmente, assim como a concorrência. Mas sempre há espaço para quem oferece qualidade e diferenciais.

Com a economia brasileira sendo alimentada em grande escala pelo mercado digital, os processos profissionais estão cada vez mais sintonizados com o dia a dia on-line.

Dessa forma, o mercado digital está agregando valor ao setor econômico, trazendo inúmeras vantagens tanto para quem produz quanto para quem vende, passando pelos clientes e fornecedores.

Com a expectativa de um alto crescimento nos próximos anos, o mercado digital está sendo amplamente beneficiado pelo cenário positivo, principalmente pela teia de oportunidades que a tecnologia implica.

Afinal, a praticidade, flexibilidade e todos os benefícios das ações digitais demandam inúmeros tipos de soluções, como na Tecnologia da Informação e Telecomunicação (TICs), nas produções, vendas, segurança operacional, entre outras.

Portanto, o contexto está totalmente favorável ao mercado digital, que se apresenta não só como um meio de novas oportunidades como também uma forma de driblar possíveis influências negativas oriundas da economia brasileira.

Afinal, se uma loja física começa a dar prejuízos, o comerciante pode investir em um e-commerce e mudar o cenário.

Os custos se reduzem, os investimentos diminuem e as vendas aumentam. E essa dinâmica vale também para os infoprodutos, que despertam cada vez mais o interesse das pessoas.

Como transformar esse contexto em oportunidades?

Diante do boom dos negócios digitais, o que não faltam são oportunidades que já estão abertas e, muitas, que podem ser criadas.

De olho no sucesso, é possível se destacar em várias vertentes dessa realidade por meio da tecnologia, empreendedorismo e ferramentas do marketing digital.

Com foco na melhoria dos resultados, tanto das empresas como do seu próprio negócio, o mercado digital é a bola da vez da economia brasileira, tendo estratégias que se sintonizam em vários cenários. Veja alguns deles:

Além dos citados, há muitos outros tipos de atuações. Entre elas, destaca-se também o marketing de Afiliados.

Oportunidades no mercado digital

O que não faltam são oportunidades no mercado digital. Sendo um setor que tem crescido ano após ano na economia brasileira, certamente você encontrará um nicho bem interessante para gerar renda.

Diante de inúmeros aplicativos e possibilidades mil, uma boa dica é se tornar um parceiro na venda de produtos digitais – até nos nichos de mercado menos explorados.

Na imensidão da internet, você se depara com cursos on-line, e-books sobre inúmeros assuntos, mentorias, enfim, o leque é bem extenso.

E você pode atuar neste mercado dentro de um programa de Afiliados, vendendo os produtos digitais de outras pessoas, ou como Infoprodutor, criando esses produtos 100% digitais.

Diante de todas as informações apresentadas ao longo deste post, é certo afirmar que a economia brasileira está sendo altamente beneficiada pelo mercado digital e vice-versa. Ou seja, trata-se de uma via de mão dupla que só tende a crescer.

Percebeu como o mercado digital é altamente promissor? Saiba mais sobre o cenário para o empreendedorismo no Brasil.