Mãe empreendedora: ideias para aproveitar a internet

Empreendedorismo digital

Mãe empreendedora: ideias para aproveitar a internet

A maternidade é o ponto de virada para o empreendedorismo para muitas mulheres que querem ter mais autonomia.

Letícia Ronche

16/01/2024 | Por Letícia Ronche

Ser mãe empreendedora é sobre iniciar um negócio na maternidade e lidar com essas duas funções ao mesmo tempo.

A maternidade muda a vida da mulher em diferentes aspectos – isso é um fato incontestável. E para muitas delas, a mudança ocorre na própria carreira.

70% das mães empreendedoras de Minas Gerais abriram a empresa depois de terem filhos e para 63% das mulheres, a maternidade foi o fator que influenciou na decisão de empreender – segundo a Pesquisa Maternidade e Paternidade no Empreendedorismo, feita pelo Sebrae Minas.

Esse movimento acontece, de acordo com a própria pesquisa, pela busca por autonomia, flexibilidade de horários e o possível aumento da renda familiar.

Se esse é o seu caso, separamos aqui informações importantes para você começar!

O que é ser uma mãe empreendedora?

Então, em resumo, uma mãe empreendedora é a mulher que tem filhos e uma empresa, dividindo-se principalmente entre essas duas atividades.

Como vimos no estudo, para muitas mulheres é a própria maternidade que traz a motivação para abrir a sua empresa.

Esse também é o início da carreira de sucesso de muitas mulheres que você conhece!

“Eu tive um burnout, minha filha era pequenininha, eu pifei assim, falei, ‘cara, não quero mais trabalhar’. E aí eu tava naquele momento, mãe, maternidade e tudo mais, e falei, ‘vou trabalhar com festa infantil’ e foi super legal. Abri uma empresa de decoração de festa, que era a Mi Maria. Deu super certo. De lá, eu abri o meu primeiro produto digital, que chamava Academia de Festa Infantil”, compartilhou Mycaela Borges, dona de um negócio digital de 8 dígitos, em sua participação no Hotmart Cast.

Claro que esse não é um caminho fácil, tampouco seguro, mas ser uma mãe empreendedora é que permitiu que muitas mulheres conquistassem a sonhada autonomia para passarem mais tempo com os filhos e aumentarem seu patrimônio.

VÍDEO: MYCAELA BORGES E MARCUS DUTRA | Hotmart Cast #25

Quais são os benefícios de ser uma mãe empreendedora?

Alguns dos benefícios de ser uma mãe empreendedora já foram mencionados mas, em resumo, são eles:

Trabalhar com o que gosta

Ao empreender, você tem chance de viver das suas paixões. O primeiro passo pode ser, inclusive, separar os nichos que mais te agradam.

Quando a gente trabalha com o que gosta, fica mais fácil e você tem a chance de aprender muito mais sobre os temas pelos quais você já tem interesse.

Flexibilidade de horários

Ao abrir o próprio negócio, é possível definir os horários de trabalho. Claro, dependendo do negócio, nicho e os parceiros de trabalho que você tiver, é possível que você tenha que seguir algum horário.

Mas, no geral, existe muito mais flexibilidade.

Para quem está equilibrando o empreendimento com a maternidade, essa flexibilidade é extremamente atrativa, pois permite levar e buscar os filhos na escola, fazer refeições diárias em família, entre tantas facilidades.

Atuar de onde quiser

Esse é mais exclusivo para quem empreende online. Caso a ideia seja abrir uma loja física, por exemplo, ainda há essa limitação.

Mas o empreendedorismo digital permite trabalhar de qualquer lugar do mundo.

Com isso, você ganha o tempo de deslocamento, trabalhando de casa, consegue resolver uma coisa ou outra de trabalho durante as férias escolares e pode se mudar para com a família para onde quiserem ou precisarem.

VÍDEO: O AUTOCUIDADO potencializa seu SUCESSO | Juliana Goes | Hotmart Ideas

E quais são os desafios?

É sabido que a maternidade por si só já é desafiadora, bem como o empreendedorismo. Ambas são decisões que precisam de racionalidade, planejamento e cabeça no lugar para dar certo.

Portanto, é importante ter atenção aos desafios antes de tomar essa decisão.

Entre elas, podemos mencionar:

  • Gestão de tempo: dependendo da idade dos filhos e da complexidade do negócio, o tempo pode ser um grande limitador. Portanto, é preciso muita organização para evitar a exaustão;
  • Falta de agilidade dos resultados: para a mulher que precisa do dinheiro rapidamente, o empreendedorismo, independentemente do formato, pode trazer essa insegurança, pois não há retorno garantido;
  • Necessidade de aprender enquanto faz: você pode saber tudo sobre o mercado que quer trabalhar, ao empreender é preciso aprender outras habilidades, principalmente se estiver sozinha, o que adiciona mais uma atividade nessa rotina que já é bem cheia.

Além desses três, outro desafio é resistir ao impulso de investir no nicho de maternidade.

É comum que, ao lidar com tudo que está aprendendo e estudando, a pessoa queira investir em um negócio naquele nicho, o que pode ser insustentável. Além da falsa percepção de que se sabe tudo pela experiência pessoal.

Mãe empreendedora: como abrir um negócio?

Está ciente dos benefícios e desafios e decidiu ser uma mãe empreendedora? Maravilha!

Aqui estão alguns passos importantes para você começar!

1. Planeje o máximo que puder

O primeiro passo de todos é planejar o que fazer, como fazer e em que momentos do dia.

Isso ajuda a criar um senso de organização e gestão de tempo que são essenciais para evitar a sobrecarga e exaustão física e mental.

Então, antes de começar, pense na sua rotina atual e como ela vai mudar nos próximos meses e de que forma você pode incluir as demandas do empreendedorismo no dia a dia.

2. Escolha um nicho

Para definir em qual nicho de mercado atuar, é preciso levar em consideração dois pontos principais: a sua afinidade com o tema e a demanda de mercado.

E os dois tem o mesmo peso!

Muita gente começa pensando naquilo que tem mais procura, ignorando os gostos pessoais, o que pode ser uma cilada. Afinal, quanto maior a procura, maior a concorrência e mais difícil fica se diferenciar.

Se aquilo que você ama é um nicho que está em alta, aí fica bem mais fácil.

3. Estude

É preciso também tirar um tempo para aprender sobre empreendedorismo. 

Isso no sentido de como abrir uma empresa, questões jurídicas, contábeis e burocráticas, opções de modelos de negócios e prós e contras das possibilidades que encontrar.

Além disso, é preciso fazer também uma pesquisa de mercado dentro do nicho de escolhido, aprender tudo sobre o público que você quer atingir, os concorrentes, criadores de conteúdo sobre o tema e quem é referência no assunto.

4. Defina um modelo de negócios

Você pode trabalhar com franquias, abrir um comércio próprio ou empreender online – o que tende a ser mais fácil e oferecer mais flexibilidade e escalabilidade.

No caso do empreendedorismo digital, a creator economy oferece a chance de trabalhar com a criação de conteúdo nos mais diferentes nichos. 

A monetização, neste cenário, pode vir das próprias plataformas de conteúdo, publicidade, parceria com marcas, ou, o que é mais seguro, a venda de infoprodutos – vamos falar disso no próximo tópico.

5. Estruture o seu negócio

Aqui é o momento de definir tudo! O que você vai fazer, como isso vai te gerar renda, quais são as tarefas, os entregáveis, para que isso dê certo, quem serão os fornecedores, caso precise… enfim, tudo!

Documente da forma que form mais fácil para você e defina datas para concretizar cada uma das etapas cruciais para que o seu negócio dê certo.

6. Formalize sua empresa

Esse é o momento de registrar o nome, abrir empresa para emissão de nota fiscal, o que inclui escolher um regime tributário, ter um alvará de funcionamento…

Tudo isso vai depender do modelo de negócio e da expectativa de faturamento, mas existem ferramentas que podem te ajudar com esses passos, você só não pode pular essa etapa!

Afinal, quem busca o sucesso precisa priorizar ter o negócio regularizado desde o início para não ter problemas depois.

Quais são as oportunidades na creator economy?

A creator economy, ou economia dos criadores, traz diversas oportunidades para quem quer empreender com o máximo de autonomia e flexibilidade – e todos os benefícios que uma mãe empreendedora pode procurar.

As oportunidades nesse mercado incluem:

Criação de conteúdo para redes sociais

Seja como influenciador digital ou criador de conteúdo educativo, essa é uma opção que abre muitas portas e é essencial para qualquer empreendedor.

Ou seja, mesmo que você empreenda em outros modelos de negócio ou em alguma das abordagens abaixo, é altamente recomendado que você publique conteúdo nas redes sociais.

Essa é uma das formas mais efetivas de conquistar autoridade atualmente.

Caso esse seja o foco, sem estar atrelado a outros negócios, você pode monetizar das seguintes formas:

  • Pagamento por visualizações das próprias plataformas: hoje algumas redes sociais, como o YouTube e o TikTok, pagam os creators pelo desempenho de seus conteúdos – existem algumas regras para começar, mas a função existe!
  • Parcerias e publicidade: o mais comum é recorrer às publis, em que marcas e empresas pagam por conteúdo que divulguem seus produtos ou serviços.
  • Venda com link de Afiliado: caso você não queira criar seus produtos, pode trabalhar como Afiliada e fazer indicações de produtos em troca de comissão.
  • Comunidade paga: o Instagram e o YouTube já permitem isso, mas você pode contar com ferramentas terceiras para área de membros. Assim, os seus seguidores mais fiéis podem pagar para ter acesso a conteúdo exclusivo.

Criação de infoprodutos

Que tal transformar o seu conhecimento em um curso online, ebook, podcast ou comunidade?

O mercado de infoprodutos está mais aquecido do que nunca e este é o momento de apostar em criar o seu e construir autoridade online dentro do seu nicho.

Para ter sucesso, é indicado trabalhar no tráfego orgânico, por meio de conteúdo nas redes sociais ou um blog.

Ao ter os seus próprios infoprodutos, você tem resultados mais sustentáveis, pode trabalhar diferentes estratégias de lançamentos e até potencializar as suas vendas abrindo para que Afiliados ajudem na divulgação.

Vendas em troca de comissão

Quem não quer criar o próprio infoproduto ou produto físico, pode trabalhar como Afiliado e ganhar uma comissão por cada venda feita.

Aqui existe a possibilidade de construir uma audiência a partir de conteúdo gratuito na internet, vide primeiro item desta lista, ou com foco em tráfego pago, criando anúncios com os materiais de divulgação disponíveis, vendendo sem aparecer.

O importante aqui é encontrar uma técnica de venda que mais combina com você para que a estratégia seja de fato efetiva.

Trabalhos que fazem parte do ecossistema

O ecossistema da economia criativa inclui diferentes profissionais para seguir crescendo. 

Isso abre oportunidades para pessoas especializadas em áreas como: tráfego pago, social media, copywriting, SEO, desenvolvimento de sites e videomakers, por exemplo.

Portanto, se você sabe como realizar essas atividades que são essenciais para a criação de conteúdo, pode se posicionar como um autônomo e prestador de serviços.

VÍDEO: Como a autenticidade contribui na criação de conteúdo | Maya Eigenmann | Hotmart Ideas

Ser uma mãe empreendedora de sucesso

Pois é, apesar de muita expectativa em cima de ser uma mãe empreendedora, essa não é uma tarefa fácil, mas pode ser extremamente recompensadora para quem enfrenta os desafios com estratégia.

“Agora, depois de três anos e meio da internet, olho com orgulho para a minha trajetória. Tenho dois cursos que lanço periodicamente e sou sócia da Escola da Educação Positiva, a maior escola profissionalizante na área. E eu consigo prover para a minha família muito conforto. E o mais importante, eu tenho o privilégio de poder estar muito tempo com as minhas crianças, eu tenho plena consciência do quão privilegiada eu sou por poder viver essa realidade com os meus filhos”, compartilhou Maya Eigenmann, criadora de conteúdo e empreendora digital, em sua participação no Hotmart Ideas.

Se você quer seguir esse caminho, pode contar com a Hotmart! Por aqui, você tem acesso às ferramentas que te ajudam a vender 35% mais e ter mais chances de sucesso na sua carreira empreendedora digital!

Quer saber mais? Aprenda sobre negócios criativos e como aproveitar o conhecimento que você já tem para abrir um negócio online!

Se você já sabe que é isso que quer, pode fazer o cadastro gratuito na Hotmart aqui mesmo: