Internacionalização: amplie o potencial do seu negócio no mercado hispânico

A especialista Barbara Bruna dá dicas valiosas para a internacionalização do seu negócio digital com uma ajudinha da Inteligência Artificial.

internacionalização - foto da Barbara Bruna em sua apresentação no palco Relationship no Fire Festival

Internacionalização significa expandir as operações de uma empresa para mercados estrangeiros. É uma definição simples, mas que pode resultar em um processo muito complexo para empresas tradicionais. Para empreendedores e Produtores focados em expandir seu negócio digital, a escolha é mais fácil, e muitos diriam que não aproveitar o potencial dos mercados estrangeiros significa perder vendas e perder espaço para a concorrência.

No FIRE Festival, o maior evento da América Latina de marketing digital, empreendedorismo e inovação, realizado pela Hotmart, recebemos vários palestrantes de renome mundial, que compartilharam insights valiosos sobre como escalar seu negócio digital. Nesse sentido, Barbara Bruna, uma das maiores especialistas em tráfego pago do país, trouxe uma perspectiva muito valiosa, focada em por que e como você deve se internacionalizar e vender seus produtos para os mercados hispanohablantes (dos falantes de espanhol).

Para saber mais sobre as vantagens da internacionalização para o seu negócio digital e por que agora é a hora certa para começar a implementar essa estratégia de venda de produtos digitais continue lendo. Vamos compartilhar as melhores dicas de Barbara Bruna para você começar a ganhar em dólar no seu negócio!

Índice
A decisão de internacionalizar seu negócio digital A janela de oportunidade no mercado hispânico As potencialidades da Inteligência Artificial O caminho para a internacionalização “Daqui um ano, você vai desejar ter começado hoje”
Voltar ao Índice

 

Banner versão desktop

A decisão de internacionalizar seu negócio digital

A vontade de expandir para outros mercados, alcançando mais pessoas e potencializando suas vendas são os principais motivadores da internacionalização dos negócios digitais.

No entanto, existem uma série de fatores que os criadores de conteúdo e empreendedores digitais precisam considerar ao internacionalizar para outros mercados. Fatores importantes incluem as diferenças culturais entre o mercado nacional e o mercado estrangeiro, os requisitos legais do mercado do outro país e o nível de concorrência.

Apesar disso, as recompensas da internacionalização podem valer muito a pena. Ao expandir para outros mercados, você aumenta seu alcance de potenciais compradores, sai na frente dos concorrentes e aumenta suas vendas, alavancando seu potencial de construir um negócio bem sucedido. Para os creators, isso também significa compartilhar seus conhecimentos com mais pessoas, impactar mais vidas com seu conteúdo, algo que vai muito além da venda. 

Vale ressaltar também, que uma dica prática antes de abrir o carrinho em outro país, é garantir que o sistema de pagamento da sua plataforma seja compatível com vendas internacionais, como o HotPay, por exemplo. 

A janela de oportunidade no mercado hispânico

O mercado dos falantes da língua espanhola é um dos mercados que cresce mais rapidamente no mundo e também é um mercado muito diversificado. Essa diversidade pode ser um desafio para empreendedores que buscam essa internacionalização, mas também representa uma oportunidade de alcançar um público-alvo mais amplo que não pode ser desperdiçada. Nas palavras da especialista Bárbara Bruna: 

“Pensa num mercado com mais pessoas do que o nosso, pessoas com sede de educação e de conhecimento e que ainda não tem tantos concorrentes. Esse é o mercado hispânico. A gente está falando de mais de 450 milhões de pessoas que falam a língua hispânica.”

Como Bárbara traz na citação acima, uma das razões pelas quais o mercado hispânico é tão atraente para negócios digitais é a falta de concorrência. Existem muitas empresas que estão tentando se diversificar, mas poucas empresas estão se expandindo especificamente para o mercado hispânico. 

E isso quer dizer que ainda há muito potencial para os creators. Só para se ter uma ideia, de acordo com dados internos da Hotmart, produtores brasileiros que vendem em espanhol crescem 14 vezes mais do que aqueles que só vendem em português.

As potencialidades da Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial está sendo cada vez mais usada para quebrar as barreiras linguísticas e facilitar a internacionalização para um público global. Ferramentas de tradução de IA podem traduzir textos e falas em tempo real, com um alto grau de precisão. Isso possibilita que os produtores se comuniquem diretamente com os clientes em sua língua nativa, independentemente de onde eles estejam localizados.

Na experiência de Barbara Bruna, a IA tem sido uma aliada poderosa na internacionalização de negócios digitais:

“É isso que a Inteligência Artificial tem possibilitado para a gente hoje. Agora você não precisa nem aprender outros idiomas para vender seus treinamentos em outros países. (…) Hoje, todos os meus criativos são dublados com Inteligência Artificial. E é uma facilidade incrível você poder duplicar as suas páginas, duplicar os seus criativos, duplicar os seus vídeos de vendas e começar a experimentar o mercado internacional.”

Aplicativos de Inteligência Artificial, como Chat GPT, têm sido grandes potencializadores da Creator Economy e também podem ajudar as empresas a automatizar outras tarefas, como atendimento aos clientes e estratégias de marketing. Isso pode liberar tempo e recursos para que produtores se concentrem em produzir e expandir suas operações internacionais.

VÍDEO: COMO USAR O TRÁFEGO PAGO PARA SE CONECTAR COM AS PESSOAS | Hotmart Insights com Bárbara Bruna

O caminho para a internacionalização

Barbara Bruna também compartilhou algumas dicas práticas e estratégias que produtores e empreendedores podem implementar hoje para expandir seus negócios para outros países  

1. Torne seu conteúdo acessível para o público global

Como já mencionamos, uma das maiores barreiras à internacionalização é a linguagem. Seus novos potenciais clientes não falam português, por isso é importante tornar seu conteúdo acessível para este público. Uma maneira fácil de fazer isso é colocar legendas ou dublagens em seus vídeos e anúncios. Existem uma série de ferramentas super fáceis de utilizar que podem ajudar com esse processo, basta dar uma olhada no tópico anterior sobre Inteligência Artificial acima.

2. Adapte sua copy e estratégias de marketing para cada mercado

De acordo com Barbara Bruna, ao expandir para mercados internacionais, é importante levar em consideração as diferenças culturais e as necessidades específicas de cada público. O que funciona bem no Brasil pode não funcionar tão bem em outros países. Faça ajustes em sua copy e crie estratégias de marketing que considerem as preferências de seu público-alvo em cada país.

3. Segmente seu público por país

Ao fazer campanhas de venda para mercados internacionais, é essencial segmentar seu público por país, pois cada país tem suas próprias características e preferências únicas, mesmo que todos sejam falantes da mesma língua. Por exemplo, se você está focado no público hispanohablante, segmente seus anúncios para países como México, Colômbia e não se esqueça dos Estados Unidos. 

Em sua palestra, Barbara Bruna trouxe um dado super interessante do canal de notícias BBC sobre este último público: se considerássemos os latinos que moram nos Estados Unidos como uma nação, eles seriam a 5ª maior economia do mundo!

4. Crie pixels diferentes para cada idioma

Para acompanhar o desempenho de suas campanhas de marketing em cada idioma, é recomendável criar pixels diferentes para cada idioma. Isso permitirá que você avalie com mais precisão a performance de suas campanhas em cada mercado e faça os ajustes necessários para melhorar seus resultados.

5. Use o WhatsApp para recuperar vendas

O WhatsApp Business é amplamente utilizado ao redor do mundo, por isso é uma ferramenta poderosa para interagir com seus clientes e recuperar vendas perdidas. Aproveite a popularidade desse aplicativo de mensagens e utilize-o para se comunicar com seu público em outros países, fazendo atendimento aos seus clientes, recuperando carrinhos e fazendo vendas diretas.

6. Não se preocupe em criar perfis nas redes sociais para cada idioma

No início do seu processo de internacionalização, não há necessidade de criar perfis nas redes sociais específicos para cada idioma ou país para o qual você deseja expandir seu negócio. Na opinião de Bárbara, pode ser uma tarefa complicada fazer a gestão de vários perfis, pois demanda muito esforço. Então, concentre-se em otimizar e expandir sua presença nas redes sociais que você já tem no Brasil. Uma vez que você tenha estabelecido uma base sólida, conquistado uma quantidade significativa de clientes internacionais, aí sim, você pode considerar criar perfis separadamente para cada mercado-alvo.

7. Encontre mentores e comunidades de empreendedores focados na internacionalização

Para se sentir mais confiante na internacionalização do seu negócio digital, é importante ter o apoio de um mentoria ou frequentar comunidades online de empreendedores que já têm experiência em negócios internacionais. Você pode conseguir insights e conselhos valiosos e evitar cair em armadilhas de mercados que ainda não conhece bem.

VÍDEO: Barbara Bruna no FIRE 2022 l Existe uma vantagem para levarmos nosso produto para outros países

“Daqui um ano, você vai desejar ter começado hoje”

—E essa é a última dica de Barbara Bruna para você.

Internacionalizar pode ser uma grande oportunidade para produtores aumentarem suas vendas e alcançarem um público global. No entanto, é um processo que requer planejamento estratégico e adaptação às especificidades de cada mercado.

E se você está sempre buscando novos insights para alavancar seu negócio digital e quer mais estratégias como essa (incluindo de como construir sua marca com o guru do marketing digital, Gary Vaynerchuk), não se esqueça de garantir o seu ingresso para o FIRE Festival 2024!

Autor
Paula Serelle

Paula Serelle

Posts relacionados